O futuro do trabalho feminino na era da automação

140 milhões de mulheres no mundo terão que mudar de ocupação em função da automação e se essa transição não for feita de forma adequada, as mulheres perderão postos no mercado de trabalho.

Medidas atentas e criativas que respeitem a inclusão feminina no mercado de trabalho precisam ser tomadas ou as mulheres correm sério riscado de ficarem para trás no futuro da era automatizada.


Esse é o primeiro grande e relevante alerta do estudo da McKinsey, “The Future of Women at work: Transitions in the Age of Automation”.


O estudo destaca que a paridade entre gêneros hoje já é discrepante entre homens e mulheres e que o risco é isso piorar.


Projeta ainda que cerca de 140 milhões de mulheres no mundo terão que mudar de ocupação em função da automação nos próximos anos e que se essa transição não for feita de forma adequada, as mulheres serão seriamente impactadas por isso com perda de postos ou redução de posições no mercado de trabalho.


Vídeo-resumo do estudo


Estudo na íntegra


FONTE DA NOTÍCIA: PROXXIMA

10 visualizações
Fale conosco