Nascida na pandemia, startup curitibana empregou até quem já estava aposentada

Após uma pausa de seis anos, especialista em Desenvolvimento Organizacional se diz completamente realizada com a nova oportunidade


Não estava nos planos dela, mas uma reviravolta na sua vida pessoal fez Katia Pessanha repensar o seu momento. Aos 61 anos de idade e aposentada desde 2014, decidiu ir em busca de uma nova história. E deu match. Lá estava a CombuData à procura de alguém como ela. Apaixonada por pessoas, Katia é hoje a responsável pelo departamento Gente, Cultura e Performance da startup que surgiu para reinventar o mercado de combustíveis, mas que se reinventa a todo o momento. Entre jovens e não tão jovens, 50% da sua equipe foi recrutado de diversos locais do país, de Manaus a Santa Maria-RS, com alguns ainda trabalhando de suas cidades. Esse é o desafio que Katia enfrenta com alegria todos os dias.


Contratada em maio, em pleno pico da pandemia, Katia experimentou um processo de contratação 100% online, da entrevista à assinatura do contrato. Mas, o que veio depois não foi tão novo para ela, que já estava acostumada com o trabalho remoto. A experiente profissional tem um currículo admirável, acumulando cargos de alto nível executados em diferentes partes do mundo. Mesmo assim, “trabalhar com um time novo, que ainda não se conhece pessoalmente, é um desafio extra”, admite.


A CombuData tem hoje 21 pessoas que acreditam no potencial de uma empresa que surgiu de uma ideia visionária dos engenheiros Daniel Colella e Vinicus Donin. Eles propuseram uma solução para uma gestão automatizada da compra de combustíveis, propiciando economia para vários tipos de empresas, especialmente aquelas de frota. “A plataforma foi bem aceita e já temos muitos motivos para comemorar. A CombuData já é um case de sucesso. Porém, nós sabemos que o crescimento de uma empresa depende diretamente de pessoas competentes, comprometidas e felizes. Não é só saber o que faz, mas gostar do que faz”, disse Colella, CEO da startup.


E então veio a contratação de Katia Pessanha, dois meses após a abertura oficial da empresa. Bem sucedida e bem vivida, a também escritora de três livros publicados busca inspiração diária numa equipe multicultural e bastante jovem que enfrenta os medos da instabilidade de uma era não prevista com resiliência e vivacidade. Sua principal preocupação é com a saúde mental de todos os colaboradores e, por isso, tem liderado iniciativas para conectar as pessoas de um modo diferente.


A primeira coisa que a gente fez foi um happy hour virtual para que os curitibanos contassem para os não-curitibanos como é morar em Curitiba”, contou entusiasmada ela que também é novata na capital paranaense. Vinda de São Paulo e cidadã do mundo, Katia se mudou no início do ano para a cidade para ficar próxima da filha. Apesar da familiaridade com alguns aspectos da vida curitibana, ainda se adapta a outros e daí surgiu essa ideia. Hábitos, expressões e dicas culinárias foram compartilhados com aqueles que por ora trabalham das suas casas em todos os cantos do Brasil, mas que são esperados em breve na casa da CombuData. As reuniões mais frequentes, atividades de bem estar e integração têm aprofundado as relações entre os colegas.


Relacionamento à distância

Para Katia Pessanha, apesar dos esforços, uma equipe que não se conhece pessoalmente pode enfrentar alguns desajustes. “As barreiras culturais e os próprios problemas inerentes ao cenário empresarial podem causar alguns conflitos por falhas de comunicação.”, sugere.

Essa distância permite que se conheça o aspecto profissional uns dos outros, mas a confiança se estabelece também pela vivência pessoal”, pontua.



Estreitar a relação dos funcionários, promover momentos de confraternização e incentivar o cuidado com o próximo são premissas que Katia institui ao departamento Gente, Cultura e Performance, que tem a missão de promover o desenvolvimento contínuo dos colaboradores, com planos de carreira e feedbacks contínuos. Além de ter a oportunidade de aplicar sua experiência profissional, Katia vem utilizando das últimas tecnologias para fazer prospecção de novos talentos e aplicar sua metodologia. “Eu não tinha dúvidas de que a contratação da Katia faria toda a diferença aqui”, declara Colella. “A experiência dela é inquestionável, mas, sobretudo, é a sua sensibilidade somada à sua positividade que nos dá essa segurança de ter alguém que cuida da gente, que olhe cada um de nós de uma forma diferente”, completa.


Estatísticas

A contratação de Katia em maio para integrar a equipe da startup CombuData aconteceu num dos meses em que a taxa de desemprego do país cresceu assustadoramente devido à crise da Covid-19, deixando mais de 10 milhões de pessoas sem emprego naquele mês, sendo mais de 560 mil só no Paraná. No período de maio a setembro, mais de 33% dos trabalhadores formais perderam as suas colocações de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).


Além da especialista em RH, outras três pessoas foram contratadas no mesmo mês e a empresa desde então vem contratando novos talentos continuamente. Neste momento, a Combudata conta com vagas abertas em diversos setores.


Nascer na pandemia já foi um mega desafio, mas crescer na pandemia é algo que exige mais do que estratégias. Exige determinação”, declara o CEO da CombuData, Daniel Colella. Ele lamenta os desempregos ocorridos nos últimos meses, mas diz que apesar das incertezas que o mundo passa, na CombuData as perspectivas são as melhores. “Estamos contratando ainda para este ano e seguimos confiantes de que muitos outros profissionais farão parte da nossa equipe muito em breve”, finaliza.


Sobre a CombuData

A CombuData foi criada pensando nas empresas que compram combustível com recorrência. Frente à variação de preços de combustível, a plataforma apresenta aos consumidores uma visibilidade completa do ciclo de compras, onde é possível monitorar as condições oferecidas por seus fornecedores e, assim, analisar a saúde de suas compras. Consistência, controle e transparência formam o tripé desta solução que ampara uma estratégia de negócio voltada à redução de custos. A empresa anunciou neste ano o recebimento de um aporte de R$2,8 milhões do fundo Canary, que contou com a participação dos fundadores da Mobly. O destino, é a área de recursos humanos e tecnologia, para que a proposta de compra inteligente de combustíveis seja cada vez mais fácil e dinâmica. A Combudata lançou recentemente a combumarket.com, um marketplace de combustíveis para empresas. A plataforma conecta empresas que compram combustível para abastecimento interno de sua frota e fornecedores. É um match ideal, tanto para quem compra, que faz buscas com um único clique, e recebe várias ofertas, como para quem vende, que passa a ser visto por novos compradores, gerando assim maior demanda para o seu negócio.



AIs Comunicação e Estratégia

www.aiscomunicacao.com.br

(41) 3053-7228

Grasiani Jacomini (41) 99955-5050 (Whats)

Elizangela Grigolletti (41) 98868-8723 (Whats)

5 visualizações0 comentário
Fale conosco